Vivemos em uma sociedade onde “estar conectado” já é algo comum. Quando vemos alguém que não tem celular ou perfis nas redes sociais, por exemplo, estranhamos pelo fato da pessoa não seguir o padrão adotado pela maioria.

E é fato que a internet é parte integrante da vida de todas as pessoas, até mesmo dessas citadas como exemplo anteriormente. Quase tudo depende de conexões com a rede e interligações com o ciberespaço.

A tecnologia se aprimora e a necessidade pelo virtual se torna cada vez maior. Com tanta gente conectada, é fundamental que a segurança seja forte. Afinal de contas, são milhões e bilhões de dados, informações e comunicações feitas todos os dias, todas as horas, em todos os instantes através do espaço virtual.

Sabendo que existe muito valor desse trânsito cibernético, muitos crimes virtuais acontecem. Não são poucos os casos de ataques de hackers, vazamento de informações e outras infrações ligadas ao ciberespaço.

De empresas grandes a usuários comuns, qualquer um pode ser alvo e está sujeito a esse tipo de crime. A revista Forbes, por exemplo, acredita que a questão não é o “se” vão ocorrer ciberataques, mas sim “quando” eles vão acontecer.

Siga na leitura para saber o que é a segurança cibernética e o tamanho da sua importância.

A “vida virtual”

Quando falamos sobre redes, sistemas e internet, logo pensamos na imensidão de conteúdos que podem ser encontrados virtualmente e nas facilidades proporcionadas pela “vida virtual”. Se outrora falar com alguém demandava ligações via telefone ou mais antigamente o envio de cartas, hoje podemos conversar através de vídeo com as câmeras dos celulares e falar com que está a milhares de quilômetros de distância sem precisar sair de casa.

Fazendo um paralelo para entender do que se trata a segurança cibernética podemos imaginar um grande evento com o Carnaval, por exemplo. Devido à grande concentração de pessoas, se faz necessário ampliar o esquema de segurança para garantir que todos fiquem bem. Na internet isso é multiplicado à potências quase infinitas. São tantos usuários conectados que muitas vezes as medidas de segurança adotadas não são suficientes para garantir o bom uso da internet, levando aos inúmeros e constantes casos de violação de segurança, vazamentos de dados, roubo de senhas, entre outros ataques cibernéticos.

O conceito de segurança cibernética foi descrito pela União Internacional de Telecomunicações (ITU) no ano de 2008 como “a coleção de ferramentas, políticas, conceitos de segurança, proteções de segurança, guias, metodologias de gestão de riscos, ações, treinamentos, melhores práticas e tecnologias que podem ser utilizadas para proteger o ambiente cibernético e os ativos da organização e de seus usuários”.

Ou seja, falar de segurança cibernética é explorar todas as formas e medidas que visam garantir o bom uso da internet. Ela tem por objetivo fazer com que os usuários possam estar conectados sem ficar vulneráveis a brechas de segurança e ataques virtuais.

Importância da segurança cibernética

A tecnologia evolui para o bem e para o mal. Se por um lado temos facilitações em atividades do nosso cotidiano, os avanços tecnológicos deixam nossas informações na web cada vez mais vulneráveis. Criminosos cibernéticos se tornam mais perigosos e os sistemas de pequenas, médias e grandes empresas são sempre alvos de invasões e crimes virtuais.

Uma violação de dados, por exemplo, pode ser prejudicial não apenas para a empresa, mas para todos os seus funcionários, usuários e clientes. Confira a seguir alguns pontos que demonstram o tamanho da importância da segurança cibernética!

  • Prevenção a ataques virtuais

Uma das principais funções da segurança cibernética é conseguir antecipar os ataques para poder evitá-los. Lidar com um ataque de hacker é muito mais complicado depois que ele já aconteceu, visto que prejuízos com vazamentos e roubo de informações já ocorreram. Mas, conseguir se antecipar aos criminosos é o trabalho da segurança cibernética. As medidas de segurança adotadas devem, em primeira instância, se dedicarem a prevenir ataques, depois em resolvê-los.

  • Evitar prejuízos com vazamentos

Mas quando o ataque cibernético já ocorreu, também é função da segurança cibernética lidar com os problemas e buscar evitar todos os prejuízos ocorridos. Nesse sentido existem as cópias de segurança (backups) e os protocolos de violação de segurança que devem ser ativados para amenizar o fato de muitas informações sigilosas e valiosas chegarem às mãos de bandidos virtuais.

  • Preservar a privacidade das informações

Os crimes virtuais tem se tornado mais constantes nos últimos anos devido às melhorias que a tecnologia tem proporcionado também a quem a usa com intenções maliciosas. Para evitar ataques, a segurança cibernética põe em foco a atualização dos seus sistemas e softwares onde novas medidas de segurança são acrescentadas para que os impactos de ciberataques sejam menos sentidos. Por isso, deve ser dada a devida importância e investir nesse setor.

  • Garantir o uso da internet de forma segura

Quem usa a internet quer aproveitar o seu máximo potencial. Seja para pesquisas, compartilhamento de dados, guardar informações, comunicação. A web tem várias funções. No entanto, quando a navegação não é segurança, os riscos de sofrer invasões hackers e ataques cibernéticos são gigantescos. Segurança cibernética visa garantir o uso da internet de forma segura para todos os usuários.

  • Manter a empresa viva

Muitas empresas perdem tempo e, principalmente, dinheiro após sofrerem ataques cibernéticos. Esse prejuízo pode ser tão grande que chega a acabar com as atividades de algumas empresas. Não só pela perda dos dados, mas também pelo tempo ocioso que é necessário para recuperar-se do ataque. A segurança cibernética trabalha com a intenção de evitar que essa perda de tempo e dinheiro aconteça, diminuindo as chances de uma empresa chegar à falência por essa razão.

Diferenças entre segurança cibernética e segurança da informação

Apesar de interligados, os conceitos de segurança cibernética e segurança da informação possuem diferenças. É possível dizer que a segurança cibernética está inserida dentro da segurança da informação. Afinal de contas, a informação é gerada dentro do ciberespaço. Falar de segurança cibernética é falar sobre as medidas adotadas para proteger um local específico, o ciberespaço. Já segurança da informação é mais geral, envolvendo desde o ciberespaço até a estrutura física como servidores e hardwares, por exemplo.

Qual sua opinião sobre segurança cibernética? Deixe a resposta nos comentários!

A TI é uma parte essencial para os negócios, portanto, o valor que um MSP oferece está vinculado diretamente ao sucesso da sua empresa. É por isso que é tão importante que você confie no seu MSP e no valor que ele oferece. Nós da Dias Security temos o compromisso de ajudar as PMEs construir, a cada dia, uma consciência clara e madura sobre a importância da segurança das informações, cloud e serviços gerenciados para o presente e futuro do seu negócio.

Pensando nisso, preparamos outros assuntos que interligam e ajudam a você na construção dessa jornada, veja mais posts na barra lateral. =====>