Dicas para evitar violações de segurança

Com a constante evolução da tecnologia e a maior utilização de meios digitais para comunicação e compartilhamento de informações, já estamos acostumados a lidar com a internet de forma que pouco nos preocupamos com a segurança dos dados. Isso, de certa forma, pode ser bastante perigoso.

Um exemplo claro disso é quando percebemos que são poucas pessoas (quase ninguém) que leem os termos na hora de se cadastrar em algum site. O comum é apenas clicar no “Eu li e concordo”, mesmo sem saber do que se trata. Na maioria dos casos, ali estamos praticamente fornecendo todos os nossos dados para livre utilização da empresa.

Outra situação é que a internet, por mais que se criem protocolos, sejam utilizados antivírus e se busque reforçar as formas de garantir a segurança das informações, também evoluem os métodos maliciosos que tem por objetivo invadir a privacidade virtual das pessoas para roubar seus dados.

Nesse artigo vamos falar sobre os perigos dos cibercrimes e conferir dicas que colaborem para evitar violações de segurança dos dados. Confira a seguir!

O perigo virtual

Ainda que a evolução tecnológica seja evidente, ela existe para o bem e para o mal. A cada nova medida de proteção que surge, novas ameaças também são criadas. Essa relação “caça x caçador” existe e se torna cada vez mais complicado achar soluções, pois nenhuma acaba por ser definitiva.

De acordo com dados da PSafe, laboratório especializado em segurança na internet, o número de ataques cibernéticos dobrou no Brasil no ano de 2018. Foram mais de 120,7 milhões de ataques apenas nos seis primeiros meses do ano. As informações foram divulgadas pelo site Canal Tech.

Os ciberataques podem acontecer de diversas maneiras. O roubo de dados e senhas é um dos mais comuns. Por meio de técnicas de phising, que utiliza uma “cópia” de uma página da web para enganar o usuário e fazer com que o mesmo forneça suas informações confidenciais, os bandidos conseguem ter acesso a senhas e dados bancários.

Outra forma de ataque acontece através da violação de dados. Muitas empresas sofrem com ataques dessa natureza, o que acaba por vazar a informação de muitas pessoas. Recentemente diversos sites e aplicativos, como o Facebook, por exemplo, foram atacados e viram seus usuários terem os dados vazados. Nessas ocasiões é comum a empresa que foi atacada dar avisos e recomendar a troca imediata de senhas, mas uma vez que a informação foi vazada, os estragos podem ser inevitáveis.

E se você é acostumado a conectar no Wi-Fi aberto de qualquer lugar por onde vai, tome cuidado. Muitas conexões Wi-Fi podem ser armadilhas criadas por cibercriminosos para roubar os dados. Redes VPN (Rede Privada Virtual), por exemplo, não tem qualquer tipo de proteção. Ou seja, qualquer pessoa que estiver ligada à essa rede poderá ver seu histórico de acesso, senhas, logins, entre outros dados.

Conhecer as ameaças é importante para saber como lidar com violações de segurança na rede. Dessa forma fica mais fácil entender quais medidas adotar para evitar que ataques cibernéticos venham a acontecer e comprometer os dados e informações.

Confira as dicas

Para diminuir as possibilidades de acontecerem ataques virtuais que violem a segurança dos dados é possível tomar algumas atitudes e seguir dicas que ajudarão nesse sentido. Separamos a seguir informações valiosas que vão contribuir para evitar violações de segurança, seja na sua empresa, no seu computador pessoal ou em qualquer outro local onde exista o trânsito de dados virtuais.

  • Faça um backup

Todos estamos sujeitos a sermos vítimas de ciberataques. Infelizmente é uma realidade. Como medida para proteger a segurança da informação, o ideal é ter sempre cópias de segurança, ao menos dos dados mais importantes. Isso impede que em casos onde seja preciso resetar os computadores nenhum arquivo seja perdido.

  • Use senhas fortes

Uma das dicas mais valiosas e simples que podem evitar várias violações de segurança na internet é o uso de senhas que não sejam facilmente decifráveis. Muita gente costuma usar nomes de parentes, datas de aniversário e palavras fáceis para compor suas senhas. Isso jamais deve ser feito. Devem ser utilizados caracteres especiais, tais como #, @, $, além de combinações que sejam consideradas difíceis até mesmo para programas decifradores virtuais. Outra dica relacionada a senha é fazer a troca a cada três meses pelo menos. E nunca repetir senhas em mais de um site. Sempre opte por variar. Se tem problemas para memorizar, anote em um bloquinho de papel. É mais vantajoso do que usar senhas fáceis apenas para não esquecer.

  • Evite downloads de fontes não confiáveis

O que não faltam na internet são sites cheios de conteúdos atrativos, mas ao mesmo tempo maliciosos. Quem nunca se arriscou para baixar um programa ou aplicativo? Apesar de parecer sair mais em conta, evitando pagar valores altos por esses mesmos softwares, a conta pode ser muito mais alta quando junto com o arquivo vem uma infinidade de vírus que podem comprometer toda a segurança da informação. Só faça downloads de sites oficiais dos programas e sempre fique atento para não cair em golpes de phishing.

  • Mantenha os softwares atualizados

Como já falamos anteriormente, a velocidade da evolução das tecnologias funciona para o lado positivo e para o lado negativo. A cada atualização, os programas melhoram suas estratégias de segurança e usar softwares desatualizados pode comprometer a capacidade dos mesmos em sua autodefesa contra ataques cibernéticos.

  • Avalie os riscos de segurança

Conhecer as vulnerabilidades de segurança dentro de uma rede e sistema é fundamental para saber o que fazer em cada caso. Por isso a avaliação de riscos tem um importante papel visando evitar violações de segurança. O investimento nesse setor é muito mais vantajoso do que ter que gastar dinheiro posteriormente para reparar os danos.

  • Conscientize os usuários

Uma das coisas mais importantes a se fazer é falar com todas as pessoas que têm acesso à rede, seja na empresa ou em casa, e mostrar os perigos de não cumprir as medidas de segurança mostradas nos itens acima. Um simples clique em um site de downloads não confiável pode infectar todas as máquinas e causar prejuízos incalculáveis. Por isso conhecer os perigos é essencial para evitar violações de segurança.

Você está se protegendo na web?

Quais dessas dicas de segurança você já vem utilizando? E quais ainda não conhecia? Deixe nos comentários suas experiências relacionadas ao assunto e aproveite para tirar as dúvidas!

A TI é uma parte essencial para os negócios, portanto, o valor que um MSP oferece está vinculado diretamente ao sucesso da sua empresa. É por isso que é tão importante que você confie no seu MSP e no valor que ele oferece. Nós da Dias Security temos o compromisso de ajudar as PMEs construir, a cada dia, uma consciência clara e madura sobre a importância da segurança das informações, cloud e serviços gerenciados para o presente e futuro do seu negócio.

Pensando nisso, preparamos outros assuntos que interligam e ajudam a você na construção dessa jornada, veja mais em posts na barra lateral. =====>