Um dos grandes perigos para as empresas na atualidade são os ataques cibernéticos. Muitas organizações têm perdido anos de trabalho e dedicação por conta de invasões realizadas por hackers, arquivos apagados por falta de backups e, até mesmo, sequestros de informações por parte de pessoas mal intencionadas.

Todos esses fatores apontam para uma direção: a importância em priorizar a segurança dos dados e dos arquivos informacionais. Para quem trabalha com Tecnologia da Informação, é muito claro o quão fundamental é ter um bom esquema de segurança para proteger os dados. No entanto, os chefes ou donos das empresas podem não ter essa clareza e deixar de investir no setor da forma que ele merece.

Neste artigo, vamos conhecer alguns dos perigos causados por falhas de segurança e explicar por quais razões devem ser feitos investimentos na área de segurança da informação.

Os perigos das falhas de segurança

De acordo com pesquisa realizada pela empresa de segurança Trend Micro em texto publicado no site valor.com.br, mais da metade das empresas brasileiras sofreram ataques de sequestro de dados, em 2016.

Este é, sem sombra de dúvidas, um dos maiores perigos provocados e facilitados por falhas ou falta de segurança para proteger os dados da empresa. É evidente que o “trabalho” realizado pelos hackers vem crescendo justamente porque eles sabem dessas falhas. O problema é que isto causa muito prejuízo a empresas de todos os portes.

Sendo essa uma realidade escancarada no Brasil, a preocupação crescente com crimes digitais. Os sequestradores chegam a exigir altos valores, cobradas em bitcoins, para liberar o acesso e devolver os dados.

Outra informação divulgada na mesma pesquisa é que 56% das empresas brasileiras estão longe de ter tecnologias suficientes para monitorar e detectar atividades suspeitas em sua rede. Isto mostra o quão deficiente é o nível de segurança da informação da maioria das empresas brasileiras.

Não somente com o sequestro de dados devem estar preocupados os donos de empresas, mas também com a perda de informações importantes, vazamentos de planilhas orçamentárias, além da possível perda de negócios por conta das invasões dos sistemas.

E por que a segurança deve ser prioridade?

Separamos quatro fatos para justificar a importância em priorizar a segurança da informação.

  • ISO 27001: a norma internacional de gestão de segurança da informação descreve como colocar em prática um sistema de gestão de segurança de TI com avaliação e certificação de forma independente. Essa norma demostra que a empresa que possui compromisso e está dentro de todos os processos, envolvendo a proteção e a segurança dos seus dados provam a clientes, negociantes e fornecedores, a capacidade que a organização possui formas de proteger os arquivos e de operar com total tranquilidade. Através da norma é possível ajudar na identificação de riscos, no controle deles, gerenciando ou eliminando-os. Também é possível flexibilizar a adaptação de controle da segurança das informações de áreas específicas; atender às expectativas dos mercados internos e externos; ganhar a confiança de todas as partes interessadas e, principalmente, a dos clientes. A norma ISO 27001 atende a todos os tamanhos e aos portes de empresas, podendo ajudar na superação dos desafios que ocorrem tanto em organizações menores, quanto nas de grande porte. Ela é uma forma de valorizar ainda mais a importância que a informação possui dentro da empresa, fazendo com que seu gerenciamento se torne aliado aos crescimento e inovação da empresa, ampliando os horizontes para novos mercados e novos clientes;
  • Processos jurídicos: diversas empresas sofreram ataques que ocasionaram vazamento de informações sigilosas que envolviam desde negociações futuras a dados confidenciais de funcionários, clientes e lojistas. tudo isso, por mais que não seja culpa diretamente da empresa, pode ocasionar em processos judiciais. Logo, além do prejuízo, a empresa terá que arcar com multas que podem ser muito altas;
  • Novas tecnologias: o investimento em segurança de TI, além de ter um excelente custo benefício, ajuda a empresa na implantação de novas tecnologias, como, por exemplo, o backup na nuvem. Através dele, é possível armazenar os dados sem precisar de um servidor físico. Este sistema também permite melhor criptografia no acesso aos dados, dificultando a ação de hackers;
  • Proteção dos dados: se há algo com muito valor para as empresas na atualidade são as suas informações. Elas ditam praticamente tudo que envolve o andamento do negócio: seus planejamentos, investimentos, entre outros aspectos. Por isso, uma perda de dados por causa de uma invasão hacker é altamente prejudicial. Ou então ter que desembolsar altos valores para recuperar pastas e arquivos sequestrados certamente desfalcarão os cofres e não dão total garantia de recuperar o que foi tomado. Tendo um bom sistema de segurança da informação, a sua empresa conseguirá fazer melhor proteção dos dados e evitar que anos de trabalho sejam perdidos.

Ainda dá tempo de investir?

Com certeza. Se a sua empresa já sofreu ataques por falta de segurança, é hora de retomar os negócios e, contando com um melhor esquema para proteger os arquivos e dados, evitando que novas perdas significativas aconteçam.

Mas, se a sua empresa nunca passou por nada do tipo, a hora certa para investir em segurança da informação é agora. Cada vez mais hackers aprimoram as suas  técnicas de ataques e de invasões. Por isso, estar protegido é sempre a melhor opção.

Lembre-se de que investir em segurança é também mostrar aos seus clientes e aos seus fornecedores que você possui confiabilidade, e que nenhuma das suas informações, nem as dele, irão vazar ou serão roubadas. E se há algo que é valorizado pelo mercado é a confiança.

Se você gostou das informações do artigo e quer ter mais conhecimento sobre a importância da segurança de TI, baixe agora mesmo o nosso E-book Manual de Segurança de TI!