Uma das inovações tecnológicas que revolucionou os negócios com certeza foi a Computação em Nuvem. Este modelo de oferta de serviço se popularizou de uma forma incrivelmente rápida e hoje está presente em diversos aspectos da vida da população.

A Computação em Nuvem mudou a forma como as pessoas assistem aos (antigos) programas de TV, ouvem músicas e principalmente, guardam seus arquivos importantes. Atualmente várias empresas tem optando por migrar seu sistema para a nuvem, vendo nisto uma oportunidade de gerar economia e agregar valor ao serviço/produto oferecido.

No Brasil muitas empresas que já optaram por aderir à Nuvem estão prestes a começar a migração e para ajudar neste momento crucial, nós preparamos um material informativo para ajudar a planejar e evitar alguns erros comuns quando se passa por esse processo.

Confira abaixo as 5 maiores armadilhas que podem colocar você em apuros quando começar o processo de migração para nuvem em sua empresa:

Não definir um plano de migração com objetivos claros e sustentáveis

Quando o empreendedor pensa em migrar seu sistema para a nuvem o objetivo principal pode vir a ser maior lucratividade, agilidade no processo produtivo, melhor organização dos processos da empresa ou até mesmo utilização de ferramentas eficientes em softwares disponibilizados na nuvem.

Antes de dar início à migração propriamente dita, é muito importante que seja elaborado um plano de planejamento deste processo. Neste plano devem estar contidas várias diretrizes que vão nortear as ações pré e pós migração, a estimativa de gastos e de benefícios (algo como uma relação custo/benefício) e os resultados esperados a curto e longo prazo.

Se informar é um processo mais do que essencial para evitar que sejam traçadas metas não condizentes com a realidade e, consequentemente, evitar frustrações. Caso tenha dúvidas sobre os benefícios, os processos de implementação da migração e sobre o que pode ser alcançado a melhor alternativa é consultar um profissional ou uma empresa especialista.

Escolher o serviço que não se adapta à necessidade da sua empresa

Os serviços oferecidos pela computação em nuvem são diversos e atendem as diferentes necessidades. Antes de contratar o serviço você deve saber que a nuvem disponibiliza as suas soluções divididas em três níveis de serviço:

IaaS (Infraestruture as a Service): É o nível de serviço da nuvem que oferece capacidade computacional bruta, ou seja, é ideal para quem deseja terceirizar hardware e evitar ter que atualizar sua infraestrutura de TI periodicamente, uma vez que as tecnologias se tornam ultrapassadas rapidamente.

– PaaS (Plataform as a Service): É o nível de serviço intermediário, geralmente utilizado por desenvolvedores de aplicações, softwares e sistemas complexos. Ideal para startups, empresas de tecnologia e para desenvolvedores. Este nível oferece um conjunto de ferramentas para criação, implementação e teste de softwares, tudo isso sem usar os recursos computacionais da máquina local, ou seja, o software desenvolvido é executado na nuvem.

SaaS (Software as a Service): Neste nível são oferecidos os diversos softwares para atenderem a demanda do usuário leigo na área de TI. São as soluções já prontas e disponibilizadas de forma fácil e acessível, pois não demandam conhecimento técnico para sua correta utilização. Podemos citar como exemplo o Microsoft Office 365 que disponibiliza toda uma suíte para serviços de escritório de forma completamente online.

Além dos níveis de serviços ofertados em nuvem vale a pena conhecer também os tipos de nuvem, como a pública, privada, comunidade ou híbrida. Para evitar a armadilha da má escolha do serviço a ser contratado a melhor opção é se manter informado e, sempre que surgirem dúvidas, consultar um profissional experiente.

Não contar com uma consultoria especializada

Você, empreendedor, sabe melhor do que muitos que investir tempo e dinheiro em algo desconhecido pode se tornar um problema, principalmente quando este investimento tem um “risco” elevado.

Neste sentido é muito recomendável que você possa contar com um parceiro experiente no assunto e que possa te dar o suporte necessário para sua tomada de decisão. O ideal é recorrer a uma empresa que demonstre confiança e entendimento do assunto.

Através da consultoria você pode pensar com mais clareza, calma e avaliar as opções disponíveis. Outro ponto positivo de contratar um serviço de consultoria é poder contar com algumas orientações e contribuições deste profissional para o plano de pré e pós migração.

Contratar um serviço sem se preocupar com autenticação de acesso

Podemos afirmar que uma das possibilidades oferecidas pela nuvem que mais atrai empresários é a de centralização das informações e sua correta organização. Porém esta vantagem pode acabar se tornando um obstáculo caso não haja um sistema de autenticação de acesso a estas informações.

Em uma empresa com vários departamentos torna-se necessário criar um sistema que organize quais funcionários poderão acessar quais conjuntos de dados, caso contrário pessoas não autorizadas podem acabar tendo acesso à informações que não deveriam, fazer alterações não autorizadas e gerar um verdadeiro caos no funcionamento do sistema.

Para evitar esta armadilha deixe clara a necessidade do sistema de autenticação de acesso no momento que for contratar o serviço.

Negligenciar a necessidade de treinamento para os colaboradores

Juntamente com a migração do sistema para a nuvem virão muitas mudanças no processo produtivo e deve-se pensar também no período de adaptação dos funcionários a essas modificações em seu ambiente de trabalho.

Para que se possa extrair os melhores resultados possíveis é necessário que os colaboradores recebam instruções, treinamentos e capacitação adequada para operar no novo sistema de trabalho, caso contrário o período de adaptação pode ser muito mais longo do que o previsto e acarretar em queda da produtividade.

Por este motivo é essencial ter bem definido no plano de pós migração um conjunto de metodologias que auxiliam os funcionários na capacitação e adaptação. Dependendo da empresa contratada para realizar a migração, você poderá contar com o serviço de treinamento incluso no contrato, caso não tenha essa opção é aconselhável procurar alguma empresa que possa oferecer este serviço.

Gostou do nosso conteúdo? continue aqui com a gente e confira mais sobre nossos conteúdos. ?